6.11.09

Feliz explicação


Acho que está na hora de explicar aos amigos navegantes a razão do meu recesso. A procura das palavras certas e a emoção me travaram, mas agora acho que vai :
Fui até Paris para participar da cerimônia de casamento de meu querido filho. Ele casou com uma linda, doce e corajosa mulher. Espero que sejam felizes nesse novo caminho que escolheram. El camino se hace caminando... pelo menos me parece que eles pensam assim...
Tudo foi muito bacana nesse tempo que entrei como que flutuando: a solenidade na Prefeitura ( lá eles casam na sede da Prefeitura do bairro onde moram), a surpreendente festa numa cidade próxima de Paris, o nosso curto e agitado convívio desses dias. Fiquei muito emocionado e feliz por poder estar junto de meu filho nesse momento, nós que habitamos continentes separados por um Atlântico, esse mar grande que foi atravessado por nossos ancenstrais para buscar a sobrevivência que uma Europa( naquele tempo) famélica não conseguia dar. Sempre tive muita dificuldade de me despedir desse meu filho, o "meu garouto", mas agora, meu coração se tranquilizou apesar da diferença do fuso horário.
Voltei muito cansado e não consegui botar ordem na bagunça deste blogue.
Do reencontro com a cidade Luz acho que vai brotar uma série de croniquetas, só preciso superar o calor brutal desse trópico que me derrubou logo que cheguei e me entristece a cada dia que passa.

11 comentários:

Anônimo disse...

Félicités!!!
Bonheur!!!
L'AMOUR, TOUJOURS.

(pode verter lágrimas à vontade...)
Tine/06nov09

LIBERATI disse...

Obrigadão, querida Tinê, vamos nessa,
bjs

Maysa disse...

Oh! querido Lib

Quanto é bom termos uma feliz explicação a dar!
Muitas felicidades para seu filho e nora. E o papai coruja também merece o lado A!
O Atlântico pode ficar menor com a web.
E v. pode fazer o sacrifício de ir até Paris de vez em quando...
Um abração e muitas felicidades mesmo, para todos!
Maysa

LIBERATI disse...

Pois é, querida Maysa, muito feliz essa notícia do casamento do meu filho.
Os Oceanos nos comunicam através das ondas, tudo é uma água só. O mundo é um grande Sertão e suas veredas. E como o Mar virou Sertão e o Sertão já virou Mar, é só tocar o barco.
bjs

Clarice Tenório disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clarice Tenório disse...

Bruno!!!! QUE MARAVILHA!!!!!! Parabéns, querido!!!!!! Muitas felicidades para eles e para você!!!! beijos!

Anônimo disse...

Querido Liberati,
parabéns!!!!!!! felicidades para os pombinhos!
volte logo para a cidade Luz!!!!!

LIBERATI disse...

Querida Clarice, que bom você aparecer por aqui! Obrigadão, beijos

LIBERATI disse...

Caro Anônimo, obrigado, acho que retornarei a Paris, onde espero tomar um café tranquilo enquanto a cidade passa pelos meus olhos anônimos,
um abraço

TS disse...

Estará fazendo bom-tempo em Séychelles?
(acho que vou ganhar outra aposta)

LIBERATI disse...

É por ali, mas você não ganhou a aposta desta vez.
grande beijo